As importações e exportações portuguesas em 2016

Publicado:

2016 foi um ano positivo para a economia portuguesa. O país mostrou sinais de recuperação da crise económica que se abateu sobre a Europa em 2011. A ajudar a esta melhoria da economia nacional esteve a subida das importações e exportações portuguesas.

 

No total, Portugal exportou 75 799 milhões de euros. Já as importações foram no valor de 71 714 milhões de euros. Os dados foram lançados pelo INE – Instituto Nacional de Estatística – e mostram um crescimento de 586 e 1 485 milhões de euros nas importações e exportações portuguesas, respetivamente.

 

No que toca aos principais destinos dos produtos e serviços portugueses, a União Europeia continua a ser a principal protagonista. Espanha ocupa a primeira posição e absorve 26,2% das exportações portuguesas.

 

Em segundo e terceiro lugar estão a França, com 12,6%, e a Alemanha, com 11,6%. O Reino Unido é o quarto principal destino das exportações portuguesas, com 7,0%, seguindo-se os EUA, com 4,9%.

 

No total, 75,2% das exportações de produtos e serviços portugueses são feitas para a União Europeia.

 

No que toca às importações, os países da União Europeia continuas a ser os principais fornecedores de Portugal. Estes representam 77,7% das importações portuguesas. Já a Ásia ocupa o segundo lugar, com 8,0%.

 

Em primeiro lugar do ranking dos países fornecedores de Portugal está Espanha, com 32,8% do total das importações. De seguida segue-se a Alemanha13,5% -, França7,8% -, Itália5,5% – e os Países Baixos, com 5,1%.

 

Importações e exportações portuguesas: os produtos

 

Um dado importante a analisar nas importações e exportações portuguesas são os produtos e serviços com maior saída e entrada.

 

Referente às importações, foram comprados 15 804 milhões de euros em produtos transformados, 5 579 milhões em máquinas e outros bens de capital e 4 764 milhões de euros em combustíveis e lubrificantes primários.

 

Ao pormenor, 16,7% corresponde a máquinas e aparelhos, 13,8% a veículos e outros materiais de transporte e 11,0% a produtos agrícolas.

 

Já no que às exportações nacionais, o tipo de bens que se destaca são os produtos transformados. Em 2016, estes corresponderam a 15 116 milhões de euros. Seguem-se os bens de consumo semi-duradouros – 5 832 milhões de euros – e os componentes de material de transporte – 5 022 milhões de euros.

 

Analisando de uma forma mais pormenorizada, percebemos que as máquinas e aparelhos e os veículos e outros materiais de transporte ocupam grande parte das exportações portuguesas, representando 15,4% e 11,3%, respetivamente.

 

De seguida ficam os plásticos e borracha, 7,5%, metais comuns, 7,3%, e produtos agrícolas, 6,8%.

 

A exportação é, cada vez mais, a solução encontrada pelas empresas portuguesas para um crescimento contínuo e sustentável.

A Alemanha, pela dimensão colossal do seu mercado, continua a ser um dos países mais atrativos. No entanto, a barreira linguística leva muitas empresas portuguesas a desistir deste país. A SELEKTPT tem as ferramentas que a sua empresa precisa para garantir o sucesso na exportação para o mercado alemão!

Conheça os planos que temos para si!

Pesquisar