Economia alemã em destaque no crescimento económico da Zona Euro

Publicado:

O FMI – Fundo Monetário Internacional – reviu em alta o crescimento da Zona Euro. O crescimento da economia alemã foi um dos fatores que influenciou esta projeção.

 

As previsões foram divulgadas hoje na atualização do “World Economic Outlook”. Este documento é um relatório com previsões económicas mundiais.

 

De acordo com a revisão feita, a economia da Zona Euro deverá crescer 1,9% este ano. Já em 2018, o crescimento será de 1,7%.

 

Esta atualização representa uma subida de 0,2 pontos percentuais em relação às previsões avançadas em abril para este ano. Já para 2018, a revisão trouxe um aumento de 0,1 pontos percentuais.

 

Maurice Obstfeld, economista chefe do FMI, afirma que a performance dos países da moeda única é “notável quando comparada com o passado recente”.

 
 

Em destaque: Economia Alemã, Francesa, Italiana e Espanhola

 

Na atualização feita ao documento “World Economic Outlook” pelo FMI destacam-se quatro países da Zona Euro. O crescimento da economia alemã, francesa, italiana e espanhola foi revisto em alta.

 

Segundo as previsões, Espanha é o país que mais vai crescer. Espera-se que a economia espanhola cresça 3,1% este ano e 2,4% em 2018. Esta revisão representa, respetivamente, uma subida de 0,5 e 0,3 pontos percentuais face às previsões de abril.

 

As previsões de crescimento da economia alemã também foram revistas em alta. O Fundo Monetário Internacional subiu as projeções 0,2 pontos percentuais para este ano e 0,1 para 2018. Espera-se que a economia alemã cresça, assim, 1,8% em 2017 e 1,6% no próximo ano.

 

Já para França, as previsões são de um crescimento de 1,5% para este ano e 1,7% em 2018. Nas duas projeções houve uma subida de 0,1 pontos percentuais.

 

No caso italiano, o crescimento será de 1,3% em 2017 e 1% em 2018, uma subida de 0,5 e 0,3 pontos percentuais, respetivamente.

 

No entanto, o FMI alertou para a situação de alguns países que continuam a apresentar debilidade do setor bancário. Isto pode “aumentar as taxas de juro de longo prazo e deteriorar a dinâmica da dívida pública”.

 
 

Leia também: Economia Alemã Cresceu 0,6% no 1º Trimestre

 
 

Outras economias mundiais em crescimento

 

Apesar das previsões de crescimento da Zona Euro e da economia alemã, a projeção a nível mundial manteve-se inalterada. O FMI manteve os valores já apresentados no relatório de abril.

 

Segundo as previsões avançadas, a economia mundial deve crescer 3,5% este ano e 3,6% em 2018.

 

O Fundo Monetário Internacional explica que “as projeções inalteradas para o crescimento mundial escondem diferentes contribuições dos países”.

 

Para além do crescimento da Zona Euro, influenciado pela economia alemã, francesa, italiana e espanhola, também se destacam as revisões em alta de países como o Canadá, Japão e China.

 

Maurice Obstfeld alerta que “de uma perspetiva de crescimento global, a revisão em baixa dos EUA é a mais importante”.

Pesquisar